Atendimentos virtuais marcam atuação do Programa UCPel Mais Saudável na pandemia

O UCPel Mais Saudável é um programa permanente da Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Existente há 14 anos, promove apoio terapêutico e trabalhos de conscientização contra o uso do tabaco, em prol de uma maior qualidade de vida na comunidade universitária. Durante a pandemia, o cenário não foi diferente, ainda que com adaptações e algumas dificuldades, avanços ocorreram. 

Dividido em três ações principais: Fumo Zero, Vi-Vendo e Homeopatia no Sistema Único de Saúde (SUS), o programa conta com a coordenação do médico homeopata, Roni Quevedo. Por se tratar de projetos que se baseiam na presencialidade, os efeitos da pandemia resultaram na suspensão inicial das atividades, exigindo novas estratégias para espalhar a mensagem.

Ao decorrer da pandemia, boa parte das ações do programa foram alteradas para o modelo virtual, em especial do projeto Fumo Zero. “Disponibilizamos e-mail para acolhimento, orientação e tratamento homeopático contra o tabagismo de nossa comunidade acadêmica gratuitamente. Entretanto, algumas pessoas realizaram doações de cestas básicas para o Centro da Criança São Luiz Gonzaga”, contou Roni Quevedo.

O coordenador aponta ter realizado média de cinco atendimentos mensais, através de e-mails, ligações telefônicas e whatsapp. “A grande dificuldade está nas pessoas procurarem ajuda. Quando isso acontece, avançamos. Alguns dão uma recaída, mas o importante é seguir”, completou.

Já o projeto Vi-Vendo, que atenta para os cuidados com a visão entre crianças e jovens, vem se organizando para a aplicação de algumas propostas a curto e médio prazo. Entre elas, um teste de visão para escolares de 5 a 14 anos de idade que procurarem o Ambulatório do Campus Saúde; e uma capacitação para aplicar o teste de visão “Escala de Snellen” aos acadêmicos de todos os cursos da área da saúde. 

Outras ações no período envolveram a oferta de dezenas de camisetas contendo os logotipos da UCPel e do Projeto Vi-Vendo para crianças do Instituto de Menores Dom Antônio Zaterra (IMDAZ). Também ocorreu intensa distribuição de mais de oito mil unidades de marcadores de página contendo informações sobre os projetos e seus apoiadores. 

São parceiros do UCPel Mais Saudável a Livraria Vanguarda, NEW IDEA Comunicação Visual, Seriarte, Lorenzi 4º Tabelionato, Farmácia Natura, Promotoria Regional de Educação, jornal Diário da Manhã e diversos outros parceiros.

Homeopatia no SUS em audiência pública

A mais recente novidade entre os projetos do UCPel Mais Saudável está na proposta de ampliar o uso da homeopatia a partir da oferta do SUS. 

No último dia 6 de junho, a pauta foi discutida em audiência pública virtual, proposta pelo vereador Sidnei Fagundes (PT) e que contou com a presença do arcebispo Dom Jacinto Bergmann, chanceler da instituição, do coordenador Roni Quevedo, do presidente da Liga Homeopática do RS, Fabiano Lima, e do coordenador da Comissão de Saúde da Associação Médica Homeopática Brasileira, João Márcio Berto.

Desse encontro, houve interesse dos envolvidos no tema e a tendência é que as conversas avancem em uma nova oportunidade. Outra frente do Homeopatia no SUS, oferece aos clientes da Clínica Psicológica da UCPel, quando necessário e desejado, atendimento por médico homeopata e tratamento com medicação homeopática.

Redação: Rafael Mirapalheta