ACRIANÇA e o cigarro

 

 

 

O Cigarro e a Criança

 

INFORMAÇÃO AOS PAIS

CRIANÇA:
UM FUMANTE PASSIVO?
Desde o período gestacional e durante as demais fases de sua vida, a criança, quando exposta a um ambiente de fumantes, começa a sofrer conseqüências que irão repercutir por toda sua vida.
Mesmo em tenra idade, esses pequenos já podem ser considerados “Fumantes Passivos”.

 

O FUMO E A GESTAÇÃO
Futuras mamães que fumam durante o período gestacional, podem estar expondo os seus bebês a graves riscos.
Mal formação no feto, abortamentos e nascimentos prematuros ocorrem com maior freqüência em gestantes que fumam. Os Bebês nascidos de mamães que fumam, apresentam menor peso ao nascer (em média, 200 gramas mais leves).

 

O FUMO E OS LACTENTES
A nicotina também está presente no leite materno de mamães fumantes.
Nesses casos, após cada mamada, o bebê poderá apresentar agitação, choro, vômito e até mesmo alterações de seu ritmo cardíaco.

 

POLUIÇÃO AMBIENTAL
Em domicílios em que pais e outros familiares fumam, as crianças passam a inalar continuamente substâncias tóxicas do tabaco; ao final do dia podem ter inalado o equivalente à fumaça de 1 ou mais cigarros.

CONSEQÜÊNCIAS POR TODA A VIDA
A criança exposta continuamente a um ambiente de fumantes, pode sofrer conseqüências que se estenderão por toda a sua vida.

ENQUANTO CRIANÇAS…

  • menor estatura.
  • retardo em seu desenvolvimento psicomental.

·         maior ocorrência de doenças respiratórias (pneumonia, bronquites, tosse e outras manifestações).

·         agravamento de processos alérgicos já existentes (rinites, chiado bronquial, crises asmáticas).

  • diminuição da capacidade vital e função pulmonar.

 

 

QUANDO ADULTOS…

  • maior incidência de bronquite crônica.
  • desenvolvimento de enfisema.
  • risco aumentado de contrair câncer, especialmente de pulmão.

 

 

UM FUTURO FUMANTE?
Outra importante conseqüência da exposição das crianças a um ambiente de fumantes é o incentivo ao hábito de fumar.
As crianças têm no adulto o seu principal referencial para o desenvolvimento de seus hábitos e atitudes.
O hábito de fumar de um adulto pode levar uma criança a imitá-lo.
Foi observada uma maior incidência do hábito de fumar em adolescentes e jovens adultos provenientes de domicílios onde pais e outros familiares fumavam.

 

PROPORCIONE A SEU FILHO UMA VIDA SAUDÁVEL
Desde a gestação, e durante as demais fases da vida de seu filho, é importante que ele tenha um ambiente saudável, que lhe permita um desenvolvimento sadio e feliz.
Preserve o ar que seu filho respira. Mantenha-o em contato com a natureza. Ajude-o a cultivar hábitos saudáveis.

 

DÊ-LHES O EXEMPLO
Fumar ou não fumar? A decisão do seu filho pode depender do seu exemplo.
Se você fuma, considere a influência desse hábito junto aos seus filhos. É interessante pensar a respeito!
Se você é um fumante já decidido a parar de fumar, procure o seu médico. Ele poderá ajudá-lo.