Proibição do fumo é estendida por nova portaria

No ano de 2012, o reitor da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), José Carlos Bachettini Júnior, assinou portaria que proíbe o consumo do fumo em todos os ambientes da Universidade, incluindo suas áreas abertas, a partir da criação da Lei Antifumo no município – motivada pelo programa UCPel Mais Saudável. Agora, uma nova portaria amplia a abrangência da proibição. 

A portaria, lançada neste mês, estende a proibição do consumo de produtos fumígenos derivados ou não do tabaco, para outras áreas que compõem a Universidade, incluindo os recintos do Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP), do Campus da Saúde Dr. Franklin Olivé Leite, das Unidades Básicas de Saúde (UBS) sob a gestão da UCPel, da Rádio Universidade (RU) e do Lar da Criança São Luiz Gonzaga, fechados ou parcialmente fechados, ou simplesmente murados, onde seja permitida a permanência ou circulação de pessoas. A ampliação foi efetivada para propor maior conscientização da comunidade acadêmica.

O não-respeito à portaria poderá implicar em advertência e mesmo em convite à saída do recinto onde ocorre a infração. Estão previstas, ainda, as sanções derivadas das inobservâncias do Estatuto, do Regimento Geral e de atos das autoridades universitárias.  
A Universidade já é pioneira na questão com o Programa UCPel Mais Saudável, que atua há seis anos na sensibilização de professores, funcionários e alunos em relação aos malefícios ocasionados pelo uso do tabaco. O programa também oferece apoio e orientação aos que desejam parar de fumar. A coordenação é do médico homeopata Roni Quevedo.
Veja aqui a portaria 183/2013.

foto da notícia