UCPel Mais Saudável recebe homenagem na Câmara de Vereadores

Nesta quinta-feira (29), Dia Nacional de Combate ao Fumo, a Universidade Católica de Pelotas (UCPel) foi lembrada pelo Legislativo local em função do trabalho pioneiro desenvolvido na luta contra o tabagismo. Uma audiência pública, proposta pelo vereador Ivan Duarte, ressaltou o trabalho do médico homeopata Roni Quevedo – coordenador do Programa UCPel Mais Saudável – na conscientização de toda a comunidade acadêmica quanto aos malefícios do tabaco. 

Na oportunidade, o parlamentar teceu elogios à Universidade Católica e fez questão de salientar que a Instituição é referência nas políticas de prevenção e controle do tabagismo no município. “Como aluno da UCPel posso testemunhar, na prática, o esforço que vem sendo realizado para no mínimo promover a reflexão sobre este tema”, destacou Duarte. Convidado a contribuir com o debate, o médico pneumologista Otávio Gastal reforçou a importância do trabalho de conscientização realizado pela UCPel, sobretudo por ser este um problema de saúde pública com forte impacto social. “Existem 60 milhões de fumantes no Brasil. Só em Pelotas são 90 mil tabagistas. Paradoxalmente esses números indicam um fenômeno perverso: o aumento do uso do tabaco em meio a classes menos favorecidas”, alertou.

Representando o reitor José Carlos Bachettini Júnior no evento, a Pró-Reitora Acadêmica da UCPel, professora Patrícia Haertel Giusti ressaltou que o foco principal da Universidade é contribuir na promoção da qualidade de vida de seus alunos, funcionários e professores. “Com a criação da Portaria 048, instituída pelo Reitor em 2012, foi firmado definitivamente o compromisso em combater a propagação dos malefícios do tabagismo junto à comunidade universitária”.

Mas as ações sociais e educativas não devem parar por aí. Graças ao Planejamento Estratégico da Universidade já é possível prever a ampliação do Programa UCPel Mais Saudável. “O reconhecimento do poder público nos alegra e dá ânimo para prosseguir as atividades, ampliando as práticas de conscientização quanto ao uso de álcool e outras drogas; além de doenças como hipertensão e diabetes”, explica Quevedo.

Qualidade de ensino e de vida
Dentre as várias vantagens oferecidas para quem estuda ou trabalha em uma instituição de ensino avaliada com conceito 4 pelo Ministério da Educação (MEC), certamente pode-se incluir nessa lista a possibilidade de circular por um ambiente mais saudável. Segundo levantamento realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é considerada a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Dados da OMS alertam para o fato de que mais de 10 mil pessoas morrem todos os dias em decorrência de doenças associadas ao uso do tabaco. 

foto da notícia